WHERE MY IDEAS ROLL
publicado por MB | Quinta-feira, 18 Dezembro , 2008, 17:15

Saío de casa  as mãos gelam,  gosto da sensação, olho para o céu (Tornou-se um ritual), não comento com ninguém, mas penso para mim , o quanto queria tocar a lua.. queria saber os seus segredos!

Ao olha-la sinto-me bem recordo-me das memórias e fantasias que a envolvem.

Quando entro no comboio sento-me num lugar perto da janela, para puder ver  tudo, as curvas, as paisagens que passam rápido pelos meus olhos e muitas vezes não as consigo perceber,  já sei as paragens de cor! Gosto da estação de cruz- quebrada, os pescadores, as pedras,  em algés gosto de ver as casinhas às cores, as pessoas nos carros a fumar e  gosto da ponte  quando se vê o nascer do sol, o céu fica rosa ou  laranja e  o mar, parece um espelho, acentuam-se os tons prata. Sempre que  as vejo  sinto vontade de tirar uma fotografia, mas algo me impede sinto uma força a travar o meu movimento mecânico de tirar a máquina fotográfica da mala!

Nos oliviais, ando rápido, porque o frio já começa a queimar a cara e as mãos estão agora congeladas, olho para o terraço penso em ti, gostava de ir lá só para(te) puder dizer que pensei em ti, já na sala não consigo escrever, doem-me as mãos!

Desejo o intervalo quando  faltam 5 min para as 11.00h! Agora já não me apetece sentir o frio, encosto-me à parede, dali consigo ver o teu  jeito desajeitado a beber café , rio-me de ti  mas ninguem percebe porque  me rio de tudo...(Sempre!)

De regresso, quase sempre olho para as minhas mãos, vejo-as às manchas (do frio), olho para o anel  que gostas,  arrepio-me.

Sem perceber porque e muitas vezes sem pensar a minha barriga têm  borboletas..

 

 

 

 

 

 

música: klepth - erros por defeito

mais sobre mim
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
19

21
24
27



pesquisar neste blog
 
blogs SAPO