WHERE MY IDEAS ROLL
publicado por MB | Segunda-feira, 11 Fevereiro , 2008, 22:42
  conheci.o num dos cruzamentos da vida, e acabou por me ajudar em muitos dos probelmas da minha vida ...  fracçoes pequeninas e por vezes distantes umas da outras.... recorria muitas vezes a este senhor, bem parecido,e com as ideias no lugar, um sabio, um conhecedor da vida....experiente...e essas experiencias e todos os conselhos que me deu ajudaram.me a crescer e tambem a esclarecer a minha cabeça e a minha vida naqueles momentos que me pareciam tao decisivos... Quando tudo era dificil  apesar de poder contar com muitas outras pessoas e amigas, gostava sempre de um  último e importante apoio e ao mesmo tempo conforto...sinto saudades desse tempo mas agora parece que tudo esfriou...mas sei que sempre que precisar tenho ali um amigo um
protector... 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
e esse senhor, amigo.... um dia escreveu:
 
Perfeição  2\6\07
Lembro-me de conhecer Mariana. Foi num cruzamento qualquer da vida. Daqueles cruzamentos que chegam pela mão de um amigo, ou simplesmente porque a vida nos levou a qualquer lado onde nunca pensámos regressar. Lembro-me de me ter fixado nos seus braços. Há sempre uma parte do corpo que eu gravo. Há pessoas que são boas a recordar outras pelo rosto, pela voz, pelo cabelo. Eu não. Só sei identificar alguém por uma parte qualquer do corpo que me chama a atenção. Em Mariana foram os braços. Pensei logo que um dia alguém lhe diria que o seu abraço era mágico. Já não me recordo do cruzamento. Mas recordo-me dela. Pedira-me um dia para escrever algo para um filme que estava a preparar. Era realizadora. Já tinha visto um filme seu. Os filmes da Mariana envolviam sempre personagens que se encontravam e desencontravam constantemente. Eram passageiros nas imagens presas na fita. Eu escrevi: "Sê doce como o vento e pesada como as pedras, doce Mariana". Ao entregar-lhe o argumento disse-lhe: "A maçã é mais bonita quando está livre na árvore. Podemos ter a maçã mas nunca a árvore que a fez nascer". Hoje encontro a Mariana vezes sem conta num café ao fim da minha rua. Falamos. Um dia contei-lhe sobre o mundo. Falei-lhe de outros tempos. Ela falou-me de sonhos. Foi assim que a conheci. E foi assim que a eternizei em mim. JL

 

 

 

 

 

sinto-me: bem

mais sobre mim
Fevereiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

14

18
22
23

24
25
29


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds